Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    12/08/2020

    Feira da 304 Sul inicia comercialização de produtos na modalidade drive-thru

    Novo modelo garante mais segurança e tranquilidade aos consumidores palmenses; além da edição desta semana, formato também acontecerá nos dias 19 e 20 deste mês

    ©DIVULGAÇÃO
    De forma ainda mais segura o palmense já pode adquirir seus produtos alimentícios frescos da feira na modalidade drive-thru. A iniciativa teve início na manhã desta quarta-feira, 12, na Feira da 304 Sul, e continua nesta quinta-feira, 13, das 8 às 20 horas. Além da edição desta semana, a modalidade também acontecerá nos dias 19 e 20 deste mês.

    O novo modelo surgiu devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e para intensificar as medidas de controle, prevenção e combate ao vírus, a Prefeitura de Palmas, por meio da Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego (Sedem) e a Agência Municipal de Turismo (Agtur), implantou o projeto, no estacionamento da tradicional Feira da 304 Sul (Espaço Popular Mário Bezerra Cavalcante). As medidas foram adotadas para garantir que o consumidor palmense possa ter acesso aos produtos da feira com segurança e qualidade.

    Com dificuldades em escoar os alimentos por causa da pandemia, os produtores e feirantes tiveram de se reinventar, apoiados sempre pela Prefeitura de Palmas, a Feira da 304 Sul foi aos poucos voltando à normalidade de atendimento, ou seja, às terças e às sextas-feiras. Mas com o aumento do número de casos de Covid-19 na Capital, e com o intuito de reduzir o tempo de permanência dos compradores no local e aumentar a segurança para os consumidores e feirantes, a Prefeitura de Palmas agora adotará esta opção segura de atendimentos na feira, que é a modalidade drive-thru.
    ©DIVULGAÇÃO
    A venda de produtos acontecerá semelhante ao comércio das redes de fast-food. Assim, os consumidores se dirigem até local onde estão montadas 60 barracas, com feirantes de todas as feiras da Capital que aceitaram o convite da Prefeitura, e adquirem seus produtos. O espaço de comercialização está dividido em dois blocos, sendo 30 barracas de frutas, verdura e folhagens, legumes e 30 destinadas ao comércio de farinhas, cereais queijos, temperos e bolos. Com todos os produtos devidamente higienizados e embalados, os consumidores podem fazer o pedido sem sair dos seus veículos, pegar o produto e efetuar o pagamento, com o mínimo de tempo possível de permanência no local.

    Para a secretária da Sedem e Agtur, Mila Jaber, essa concepção de feira, além de buscar a segurança dos frequentadores e feirantes, também é um modelo que busca levar o conceito de qualidade em atendimento. “Com avanço da pandemia queremos resguardar nossos feirantes e toda população palmense, mas também garantir o abastecimento e a renda dos pequenos produtores. Esta é também uma nova oportunidade, um novo nicho de mercado, no qual as pessoas podem adquirir os produtos da feira com toda segurança”, disse a gestora.
    ©DIVULGAÇÃO
    O casal de feirantes Neusa e Itacir Otoni, que trabalha há três anos na feira da 307 Norte, na área de alimentação, com bolos, pães e cucas caseiras, gostou da ideia e acredita que esse novo modelo vem para criar uma nova identidade para feira, além de dar segurança para os consumidores, que não abrem mão de garantir a segurança ao sair de casa. “Estamos muito otimistas com mais esse dia para vendermos, aqui está tudo organizado, e acreditamos que esse modelo vai agradar ao público palmense”, disse otimista dona Neusa.

    Passando pelo o local, o servidor público William Ribeiro aproveitou logo cedo para garantir o café da manhã da família. “Esses bolos que a dona Neusa vende só encontro aqui, e ter a comodidade de comprar com segurança nos dá tranquilidade de continuar consumindo esses produtos”, conclui o cliente.

    ASSECOM

    Imprimir