Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    05/08/2020

    Presidente estadual do DEM, professora Dorinha comemora recorde de pré-candidatos a prefeito no TO

    ©ARQUIVO
    Com uma marca de 61 pré-candidatos no páreo para disputar o cargo de prefeito esse ano, o Democratas segue fortalecido no Tocantins sob o comando da deputada federal professora Dorinha, contando ainda com 15 pré-candidatos a vice-prefeito e 150 pré-candidatos a vereador confirmados até agora. Atualmente o partido conta com a filiação de 44 perfeitos eleitos que exercitam seus mandatos de norte a sul do estado.

    Gestor do município de Peixe, José Augusto é pré-candidato a reeleição e atribui ao partido o apoio na captação de recursos para a cidade. "Apesar da queda na arrecadação do ICMS do município, realizei obras e projetos importantes, pois encontrei no partido companheirismo e apoio através da destinação de recursos". 

    Presidente local do Democratas e ex-vereadora, a professora Deusany Batista é nome forte para a disputa pelo comando da prefeitura de Novo Acordo. "O trabalho da deputada professora Dorinha é de muita credibilidade, temos aprendido muito e nos fortalecido através de sua bandeira de inclusão e fortalecimento da mulher na política", afirmou. 

    Também pré-candidata a reeleição, a prefeita Patrícia Evelin de Xambioá diz que o partido "está consolidado e bem representado, tanto no Tocantins, como em todo o Brasil. É um partido que sempre quis participar e quando fui convidada, não hesitei. A deputada professora Dorinha tem me ajudado muito com a destinação de recursos e com projetos de fortalecimento da Educação". 

    Na condição de presidente do partido, Dorinha diz que o respeito empenhado a seus filiados é determinante para o fortalecimento da sigla no Tocantins. "Ouvir sobre os desafios enfrentados, individualmente, e construir soluções é fundamental".

    Atenta às demandas dos municípios, a parlamentar tem o municipalismo como marca de seu trabalho junto aos prefeitos. Só no primeiro semestre de 2020 foram destinados R$58 milhões a 61 municípios.

    ASSECOM


    Imprimir