Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    17/08/2020

    Tocantins abre oficialmente campanha de vacinação anti-aftosa na Ilha do Bananal

    A expectativa é vacinar 100 mil bovinos e bubalinos indiferente da faixa etária e garantir a manutenção do status sanitário

    Governo do Tocantins deve vacinar 100 mil animais contra febre aftosa na Ilha do Bananal
    O secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Aquicultura, Thiago Dourado e o presidente da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Alberto Mendes da Rocha, abriram oficialmente a campanha de vacinação contra a febre aftosa na Ilha do Bananal, nesta segunda-feira, 17. A estimativa é de que o serviço oficial vacine cerca de 100 mil bovinos e bubalinos, distribuídos em aproximadamente 350 retiros. A campanha iniciou dia 1º de agosto e segue até o dia 30 de setembro.

    Os gestores acompanharam a vacinação no retiro Boa Nova, de Sandoval Pinheiro. De acordo com Thiago Dourado, a manutenção da saúde animal é crucial para o avanço do status sanitário que o Estado está pleiteando com a retirada da vacinação que deve ocorrer a partir de 2021. “O cuidado deve ser permanente, as equipes são treinadas e tem muita experiência no acesso a região. Acreditamos que tudo será feito em tempo hábil e com toda presteza de sempre para mais uma vez alcançarmos 100% do rebanho”, avaliou.

    Além de promover a Agulha Oficial que terá duração de 60 dias, o Governo do Estado, por meio da Agência, doou 5 mil doses de vacinas para o rebanho pertencente aos indígenas. “O objetivo desse apoio é garantir que todos os animais sejam imunizados, mantermos a segurança sanitária e o cumprimento das metas, para em breve, tornarmos livre da enfermidade sem vacinação”, destacou Alberto Mendes.

    A declaração da vacinação é feita de forma imediata, já que são os próprios técnicos que a executam.

    Campanha na Ilha

    Em 2019, foram vacinados 116.796 animais, destes 92,13% sob a responsabilidade dos técnicos da Adapec, o restante contou com o apoio das equipes da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) e do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea). Ambos vêm contribuindo há alguns anos com a campanha na Ilha e seguirão também na etapa deste ano.

    Nessa região, que tem cerca de 2 milhões de hectares, a vacinação só ocorre na época da seca e uma vez por ano, devido às suas características de relevo e terreno, já que no período chuvoso fica alagada e, portanto quase intransitável. Na parte que abrange o Tocantins, a Ilha faz divisa com oito municípios: Formoso do Araguaia, Sandolândia, Lagoa da Confusão, Araguaçu, Cristalândia, Dueré, Caseara e Pium.

    Por: Dinalva Martins


    Imprimir