Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    21/09/2020

    CAPITAL| Saúde de Palmas explica como proceder no caso de sintomas da Covid-19

    Paciente será atendido por um profissional de saúde (enfermeiro ou médico) e, posteriormente, agendado o exame de Covid-19 para uma das unidades coletoras

    ©DIVULGAÇÃO

    Ao sentir os sintomas da Covid-19, dentre eles, febre, tosse seca, cansaço, dor de garganta, diarreia, dor de cabeça e perda de olfato ou paladar, a pessoa deve imediatamente procurar a sua Unidade de Saúde da Família (USF) no horário de funcionamento das 7 às 19 horas. Porém, se ocorrer nos finais de semana, o paciente pode procurar uma das quatro unidades sentinelas da Capital, que funcionam sábados, domingos e feriados. São elas: Arno 61 (503 Norte), Eugênio Pinheiro - Aureny I, Unidade de Taquari e a Unidade Taquaruçu – Walter Pereira Morato. Essa última funciona 24 horas.

    Além disso, a pasta oferece novos pontos de testes para comunidade de referência, sendo elas, Taquaruçu, Taquaruçu Grande (Warterly), Unidade da Arso 41 (403 Sul) e Unidade da Família da ASR-SE 75 (712 Sul).

    O paciente será atendido por um profissional de saúde (enfermeiro ou médico) e, posteriormente, agendado o exame de Covid-19 para uma das unidades coletoras. O agendamento é realizado de acordo com a data de início de sintomas declarado pelo paciente.

    De acordo com a Atenção Primária da Semus, na unidade de saúde são feitos questionamentos sobre sintomas como febre, tosse, dificuldade respiratória, entre outros. E mesmo que haja melhora ou não na evolução dos sintomas, a pessoa continua em observação em casa durante o tempo preconizado para o isolamento.

    Os exames para detecção da doença realizados no município são: Sorológico e RT-PCR (Swab). Este último pode ser feito entre 3 a 7 dias do início dos sintomas. No entanto, após o oitavo dia de sintoma, o teste recomendado é o sorológico, que é a coleta de sangue, também realizada nas unidades sentinelas.

    Lembrando que em todos os casos, a pessoa deve ficar em isolamento social. Mas vale destacar que a orientação para o isolamento é determinada para pacientes que não apresentam sintomas graves, pessoas com síndrome gripal e aquelas que tiveram contato com alguém suspeito ou confirmado para o vírus. Já os pacientes em estado grave (cansaço, problema respiratório) são atendidos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e caso não respondam ao tratamento são encaminhados ao Hospital Geral de Palmas (HGP).

    Síndrome Gripal

    Conforme a Vigilância em Saúde da Saúde Municipal, a recomendação do Ministério é que os familiares do paciente positivo, que residam no mesmo endereço, mesmo que assintomáticos, fiquem em isolamento mediante o atestado médico ou preenchimento do termo de notificação de isolamento. Porém, segundo o setor, é necessário avaliação de cada caso, considerando também se o ambiente residencial é adequado e se o enfermo é capaz de seguir as medidas de precaução recomendadas pela equipe de saúde responsável pelo atendimento.

    A Vigilância Epidemiológica ressalta que todos os pacientes devem ser alertados para a possibilidade de piora tardia do quadro clínico e sinais de alerta de complicações como: aparecimento de febre (podendo haver casos iniciais sem febre), elevação ou recrudescência de febre ou sinais respiratórios, taquicardia, dor pleurítica, fadiga e dispneia. “A presença de qualquer sinal de alerta deverá determinar o encaminhamento para avaliação clínica nas unidades de pronto atendimento ou hospitais do paciente”, reforça.

    Testes

    Até o momento já foram realizados 57.742 testes do novo coronavírus em Palmas.

    SECOM


    Imprimir