Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    24/09/2020

    Sobrinho de Pablo Escobar encontra R$100 milhões em parede de apartamento que era do tio

    No esconderijo também estavam uma máquina fotográfica, uma caneta de ouro e telefones por satélite

    Pablo Escobar morreu em 1993 e é considerado um dos maiores traficantes de cocaína de todos os tempos ©REPRODUÇÃO

    Um sobrinho de Pablo Escobar, Nicolás Escobar, encontrou uma parede secreta no apartamento onde mora, que um dia pertenceu ao tio. Dentro, estava escondido um saco de dinheiro, com a quantia equivalente a mais de R$100 milhões.


    A quantia foi achada 27 anos após a morte do lendário chefe do tráfico, em Medellin, na Colômbia. As notas somam US$18 milhões, mas Nicolás não poderá usar o dinheiro porque elas estão deterioradas pelo tempo.


    Ele afirmou à Rede BBC que mora há cinco anos no apartamento e disse ter uma “visão” que o fez encontrar o esconderijo. Além do saco de dinheiro, estavam guardados uma máquina de escrever, telefones por satélite, uma caneta folheada a ouro, uma câmera fotográfica e um filme com fotos ainda não reveladas.


    “Toda vez que eu me sentava na sala de jantar e olhava na direção da garagem, eu via uma aparição entrando lá e depois sumindo. O cheiro dentro do esconderijo era horrível. Cem vezes pior do que um corpo em decomposição”, contou ele à TV local.


    Nicolás lembrou que já foi sequestrado e torturado por inimigos de Pablo que procuravam o esconderijo do chefe do tráfico. “Eles me mantiveram em cativeiro por sete horas”, afirmou.


    Fonte: UOL


    Imprimir