Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    26/10/2020

    Em menos de 24 horas, bombeiros atendem seis acidentes de trânsito em Palmas; uma pessoa morreu e 12 ficaram feridas

    Sara Dasy de Oliveira morreu quando ia para desafio esportivo. Maioria dos acidentes deste domingo (25) envolveu motocicletas.

    Acidente de trânsito em Palmas — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros
    O Corpo de Bombeiros informou que vários acidentes de trânsito foram registrados ao longo deste domingo (25) em Palmas. Do total, seis foram atendidos pelos militares e a maioria envolveu motocicletas. Pelo menos 12 pessoas tiveram ferimentos. Uma das batidas deixou uma mulher morta e outras três pessoas feridas. O corpo da vítima ficou preso às ferragens do veículo.

    Segundo os bombeiros, os acidentes contabilizados no balanço aconteceram entre 1h da madrugada e 21h56.

    O primeiro acidente deixou uma mulher de 29 anos ferida. Ela estava em uma motocicleta, se desequilibrou e caiu ao passar por um quebra-molas na Arno 42, antiga quadra 405 Norte. A vítima foi levada inconsciente para o hospital.

    Já por volta de 4h30 um motociclista de 39 anos ficou ferido ao bateu em um poste de energia elétrica na TO-050, região sul de Palmas. Os bombeiros realizaram os primeiros socorros e o homem foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

    Outro acidente deixou Sara Dasy de Oliveira, de 32 anos, morta e outras três pessoas feridas. Ela ia com duas amigas para um desafio esportivo na zona rural de Palmas quando o veículo em que elas estavam bateu de frente com outro carro. Um dos feridos é uma menina de 10 anos.

    Também ficaram feridos um homem de 20 anos e uma mulher de 26 anos que dirigiam os carros. Todos foram socorridos em ambulâncias dos Bombeiros e do Samu com lesões classificadas como graves pela Polícia Militar.
    Sara Dasy de Oliveira morreu em acidente na TO-010 — Foto: Arquivo Pessoal
    Outro acidente foi registrado próximo à Praia dos Buritis. Uma batida entre duas motos deixou duas pessoas feridas e um dos condutores foi levado, desacordado, para a unidade de saúde e com escoriações pelo corpo.

    Horas mais tarde os socorristas foram chamados ao Jardim Aureny II e atenderam outra colisão entre motocicletas. Em um dos veículos havia duas vítimas, uma mulher de 46 anos e um jovem de 22 anos. Na outra moto a condutora tinha 48 anos. Os três tiveram vários ferimentos e foram encaminhados para uma unidade de saúde.

    Já às 18h40 uma moto com uma bicicleta se chocaram na Arse-122, antiga quadra 1206 Sul. O motociclista de 18 anos foi levado ao Pronto Socorro e a vítima que estava na bicicleta foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

    Hospitalizações por acidentes

    Há um mês a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que os acidentes de trânsito estavam deixando o Hospital Geral de Palmas (HGP) superlotado e que 68,49% dos pacientes da ala ortopédica tinham se acidentado.

    O número chama atenção porque a quantidade de vítimas cresce mesmo durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo a SES, a maior parte das vítimas sofrem queda ou colisão com motocicleta. Alguns deles chegam com ferimentos graves, como fraturas expostas.

    O Estado informou que, além de deixar a unidade superlotada, os gastos aumentam. As despesas com um paciente com várias fraturas ficam em torno de R$ R$ 1,2 mil por dia de internação normal. Já na média e alta complexidades, como Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o gasto por paciente chega a aproximadamente R$ 3 mil por dia.
    Vítimas de acidentes deixam HGP lotado — Foto: Nielcem Fernandes/Governo do Estado


    Por G1 Tocantins

    ***