Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    11/11/2020

    Gabinete de Segurança Institucional será montado em Palmas para garantir tranquilidade nas Eleições Municipais 2020

    Objetivo é integrar as informações e operações da GMP e das polícias Civil, Militar e Federal

    ©Samuel de Jesus
    Neste sábado, 14, véspera das eleições municipais, um Gabinete de Segurança Institucional será montado no Siop (Sistema Integrado de Operações), localizado no Quartel de Comando Geral da Polícia Militar do Estado do Tocantins (QCG), como forma de integrar as informações e as operações das forças de segurança para as Eleições Municipais 2020, em Palmas. A decisão foi tomada na manhã desta quarta-feira, 11, durante reunião na sede do QCG com os representantes da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), e das polícias Civil, Militar e Federal.

    Também ficou acordado entre as partes que cada força de segurança deverá, tanto no dia da eleição, quanto no dia anterior, disponibilizar, além de um operador, um responsável com poder de decisão, com a finalidade de agilizar as tomadas de decisões das possíveis demandas, de forma a integrar as informações e as operações. Além do Gabinete de Segurança, o cidadão também poderá contar com os canais telefônicos 190 e 153 para fazer denúncias a respeito de crimes eleitorais.

    Em Palmas, nas últimas eleições não houve grande volume de ocorrências. No entanto, a matriz de segurança divulgada durante a reunião apontou como risco alto para o Tocantins alguns fatores, como a formação de boca de urna, compra de voto, aglomeração de pessoas nos locais de votação e queda de energia. "Em Palmas, principalmente, o risco na segurança das eleições é baixo, mas não podemos deixar de reforçar os locais de votação", complementa o superintendente de Segurança Integrada da Secretaria de Segurança Pública do Tocantins, Marcelo Falcão.

    Além do patrulhamento das forças de segurança, a fiscalização na Capital também contará com o monitoramento feito por drones da Polícia Federal nas principais seções eleitorais, conforme garantiu o delegado federal Joaquim Nivaldo de Macedo. “Como nas últimas eleições não houve muitas ocorrências, todos os TCOs (Termos Circunstanciais de Ocorrência) serão encaminhados à sede da Polícia Federal, como sempre aconteceu nas eleições na Capital”. O delegado ainda frisou que não há necessidade de ter um outro local específico para conduzir pessoas até o final da votação que descumprirem a lei eleitoral, como por vezes ocorre em outras cidades no interior do Estado.
    ©Samuel de Jesus

    GMP

    A comandante da Guarda Metropolitana, Letícia Bordin, lembra que essa integração com outros órgãos de segurança já faz parte da rotina da corporação, a exemplo da presença da GMP no Siop. “Para a eleição, vamos reforçar nosso efetivo, que atuará desde às 19 horas de sexta-feira, 13, com rondas e patrulhamentos nas imediações das seções eleitorais, a fim de garantir que o pleito ocorra de forma tranquila”, disse.

    A Guarda Metropolitana atuará preventivamente no reforço à segurança e às medidas de segurança e distanciamento nos locais de votação durante o dia e também no local de apuração dos votos, bem como na proteção do patrimônio público, com ações preventivas e repressivas.

    Agentes de Trânsito

    No trânsito, a equipe de fiscalização estará nas ruas e avenidas da Capital promovendo ações que aumentem a segurança, orientando os condutores, e fazendo cumprir a legislação e as normas de trânsito. Os agentes de Trânsito estarão também fiscalizando som automotivo e alcoolemia, que promovam a aglomerações e perturbação do sossego público. Nos principais locais de votação, os agentes farão o controle do tráfego a fim de evitar pontos de aglomeração e possíveis estrangulamentos nas vias. E se for preciso farão a remoção de veículos que estejam obstruindo vias próximas às seções eleitorais.


    Por: Wédila Aires e Márcio Greick


    ***