Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    09/11/2020

    Quatro pessoas desaparecem em rios do Tocantins durante o fim de semana

    Dois corpos foram encontrados e Bombeiros seguem as buscas por duas vítimas que ainda estão desaparecidas. Os casos foram registrados em Peixe, Itacajá, Taguatinga e Xambioá.

    Bombeiros ainda fazem buscas por duas vítimas ©Bombeiros/Divulgação
    Quatro desaparecimentos em rios do estado foram registrados pelo Corpo de Bombeiros no último fim de semana. Os afogamentos ocorreram em Peixe, Itacajá, Taguatinga e Xambioá. Os corpos de duas vítimas foram encontrados e os militares seguem as buscas pelas demais. Segundo balanço parcial, até outubro, outras 64 pessoas morreram vítimas de afogamento no estado em 2020.

    O primeiro caso ocorreu sábado (7) no Rio Palmas, que fica na zona rural de Taguatinga, próximo da Praia Bela e da Ponte da Depasa. A região está a 457 quilômetros de Palmas. Os mergulhadores da 2ª Companhia/3º Batalhão foram chamados após relatos de que Romilson Bispo de Deus, 30 anos, desapareceu quando tentou atravessar o rio a nado.

    Testemunhas informaram que o rio estava cheio e a vítima transportava uma mochila nas costas. O corpo foi encontrado a aproximadamente 100 metros abaixo do local onde desapareceu, a cinco metros da margem e a um metro de profundidade.

    Peixe

    Os bombeiros também estão fazendo buscas para localizar o jovem Wabio Francisco do Prado Teles, 28 anos, que desapareceu no rio Santa Tereza, em Peixe, no sul do estado. O local do desaparecimento fica na zona rural, a cerca de 20 quilômetros da cidade.

    Os mergulhadores do 3º Batalhão de Bombeiros foram informados sobre o desparecimento no fim da tarde de domingo (8) e iniciaram as buscas na manhã desta segunda-feira (9). Segundo informações, Wabio estava nadando afastado da margem, quando desapareceu.

    Itacajá

    Outro afogamento foi registrado em Itacajá, 279 quilômetros de Palmas, na região central do Estado. O desaparecimento ocorreu por volta do meio-dia deste domingo (8) no Rio Manoel Alves Pequeno.

    Os bombeiros informaram que o desaparecimento ocorreu em um importante ponto turístico e de lazer da cidade. A vítima é Celso Rocha da Silva, 43 anos.

    Testemunhas contaram que o homem começou a se afogar logo depois de entrar na água, a cerca de três metros da margem, em um ponto conhecido como remanso do Liader.

    Os bombeiros informaram que nessa região o rio tem uma média de seis metros de profundidade e pouca correnteza. Um amigo de Celso teria tentado socorrê-lo, mas sem sucesso. As buscas pela vítima ainda estão sendo realizadas.

    O último caso foi registrado em Xambioá, no norte do Tocantins. Não há muitas informações sobre o caso, mas os bombeiros informaram que o afogamento ocorreu em um rio na zona rural durante o final de semana. O corpo foi localizado e levado para São Geraldo (PA), onde a vítima vivia.

    Por G1 

    ***