Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    03/02/2021

    Novo ecoponto de Palmas garante reaproveitamento de 100% de resíduos de poda

    Nos dois primeiros meses de funcionamento, 1.839 toneladas de galhadas direcionadas ao novo serviço municipal deixaram de seguir para o Aterro Sanitário da Capital

    ©DIVULGAÇÃO
    Em Palmas, 100% dos restos de poda encaminhados ao Ecoponto de Galhadas Municipal são reaproveitados. Parte dá origem a composto orgânico utilizado nos viveiros municipais e parte é reaproveitada por indústrias. O Ecoponto de Galhadas está instalado desde novembro de 2020 na Avenida NS-10 quadra ASR-SE 55 (512 Sul) - aos fundos do Parque Cesamar. O novo serviço garante destinação adequada a resíduos orgânicos, que não são mais direcionados ao Aterro Sanitário Municipal.

    Somente nos meses de novembro e dezembro de 2020, o ecoponto recebeu 1.839 toneladas de material residual de poda e madeira inservível, segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp). Todo esse material é triturado no ecoponto antes de receber a destinação final. "Cerca de 90% dos resíduos que recebemos e trituramos são direcionados para uma empresa parceira que intermedia o fornecimento do cavaco (lascas residuais) para indústrias locais", explica o diretor de Limpeza Pública, Wilian Roberto de Ataídes. Entre as consumidoras finais deste subproduto final estão beneficiadoras de grãos e cerâmicas do Tocantins.

    Os 10% restantes são transformados por processo de compostagem em adubo orgânico utilizado em canteiros de mudas de espécies utilizadas em ações ambientais - do Viveiro Educador da Fundação de Meio Ambiente (FMA) - e em canteiros e jardins de ornamentais do Viveiro de Flores da Seisp.

    Recolhimento pré-agendado

    Parte de todo o material é recolhido por caminhões da Seisp que mantém uma programação de rotina para recolhimento de galhadas por toda a cidade. Esse atendimento é feito com base em pedidos pré-agendados pela comunidade pelo telefone (63) 3212-7426 (das 8 às 18 horas). É importante frisar que este pré-agendamento deve ser feito antes da poda doméstica ser realizada, de modo que os resíduos só sejam dispostos na calçada do morador próximo à data prevista de passagem do caminhão em sua região.

    No entanto, qualquer morador pode direcionar resíduos de poda ou inservíveis de madeira (móveis feitos exclusivamente de madeira ou paletes) ao Ecoponto de Galhadas em veículo próprio. Desde que estes não contenham partes de ferro ou outros materiais nem misturados a entulho. O atendimento no local é feito das 7 às 17 horas.




    Por: Juliana Matos

    **