Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    16/02/2021

    Profissionais de saúde já podem receber segunda dose da vacina contra a Covid-19 neste sábado, 20

    A Semus lembra que a segunda dose da vacina é administrada em um intervalo entre 21 e 28 dias, prazo recomendado entre as aplicações

    ©DIVULGAÇÃO
    Os profissionais de saúde que tomaram a primeira dose da CoronaVac, imunizante contra a Covid-19, poderão buscar a segunda dose da vacina neste sábado, 20, das 8 às 17 horas, nas seguintes unidades de saúde: USF 108 Sul, USF José Hermes Rodrigues e USF 405 Norte. A segunda dose da vacina é administrada em um intervalo entre 21 e 28 dias, prazo recomendado entre as aplicações.

    Já para os profissionais que ainda não receberam a primeira dose, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) destaca que continuará a vacinação desta primeira etapa de quem está nas listas autorizadas dos hospitais. A imunização ocorre nesta semana de quarta-feira a sexta-feira, das 17 às 21 horas, na Unidade de Saúde da 403 Sul.

    A imunização dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19, bem como servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e idosos residentes de Instituições de Longa Permanência (ILPI) da Capital, teve início no dia 20 de janeiro passado.

    Idosos acima de 80 anos

    Já os idosos (80+) acamados ou com mobilidade reduzida começaram a ser vacinados na última segunda-feira, 15, em Palmas. Eles receberam a primeira dose da vacina CoronaVac em casa, conforme levantamento realizado pelos agentes comunitários de saúde.

    Nas Unidades de Saúde da Família (USB) também está sendo ofertado o imunizante para os idosos acima de 80 anos que não foram vacinados durante o atendimento via sistema drive-thru, que ocorreu na semana passada na Capital. A Semus estima vacinar 2.169 idosos dessa faixa etária em Palmas.

    Público vacinado

    Desde o início da vacinação contra a Covid-19 em Palmas, 7.213 pessoas já foram imunizadas, ou seja, 78,33% do público seguindo os critérios estabelecidos no Plano Municipal de Imunização, que são os profissionais de saúde da linha de frente de combate à Covid-19, idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência (ILP), cuidadores desses idosos e pessoas acima de 80 anos.


    SECOM

    ***