Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    14/04/2021

    Com voto de Luana Ribeiro, Assembleia aprova nova estrutura organizacional da Polícia Militar do Tocantins

    Foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Tocantins o projeto de Lei complementar que trata da organização básica da PMTO e cria o Quadro de Oficiais da Administração da Saúde.

    ©DIVULGAÇÃO
    Com voto favorável da deputada estadual Luana Ribeiro, foi aprovado nesta terça-feira, 13, na Assembleia Legislativa do Tocantins, o projeto de Lei complementar (PLC 01/2021) que altera a estrutura organizacional da Polícia Militar do Tocantins. Com a aprovação, a instituição passa a ser oficialmente uma Secretaria de Estado e a nova estrutura dos Quadros torna mais viável as promoções dentro da classe.

    Entre as principais alterações promovidas pelo projeto de Lei complementar (PLC 01/2021) está a regularização dos soldados de primeira e segunda classe e a readequação do Quadro de Oficiais de Saúde, possibilitando a isonomia entre os profissionais militares. A nova estrutura cria o quadro de Oficiais da Administração da Saúde e permite a promoção de policiais militares do Quadro de Praças da Saúde que poderão chegar ao oficialato.

    “Hoje viabilizamos o reconhecimento da nossa Secretaria da Polícia Militar, que antes tinha apenas o status de uma secretaria, e hoje torna-se de fato uma secretaria de estado. Também estamos regularizando os soldados de primeira e segunda classe e dando oportunidade aos militares da saúde ascenderem ao oficialato, antes eles não tinham essa oportunidade”, explicou o comandante-geral da Polícia Militar do Tocantins, coronel Silva Neto.
    ©DIVULGAÇÃO
    A deputada estadual Luana Ribeiro, que tem atuado para garantir os direitos dos policiais militares do Tocantins, comemorou a aprovação. “A Polícia Militar do Tocantins realiza um trabalho essencial para a população tocantinense e merece ser valorizada, por isso tenho atuado para garantir os direitos dessa classe. Hoje é um dia de vitória, pois com as alterações, as promoções se tornam mais democráticas”, afirmou.

    De acordo com o Chefe de Estado Maior da PM, coronel Wesley Borges Costa, as mudanças promovem equidade entre os Quadros da instituição. “Possibilita que os quadros que não tinham isonomia em relação a outros quadros dentro da Polícia Militar possam ter os mesmos direitos que os demais não tinham. Alguns sonhavam em ter o mesmo reconhecimento dos demais e com essa aprovação estaremos valorizando esses profissionais“, disse.

    Para a subdiretora de Saúde da PM, Major Melissa Vasconcelos, a aprovação marca o avanço da categoria. “O Quadro de Saúde foi dividido em Quadro Especialistas em Saúde e esse quadro ficou durante muitos anos sem perspectiva de promoção, hoje, graças a Assembleia Legislativa e ao Governador Mauro Carlesse, a gente vai poder ascender dentro da nossa carreira, que é um sonho de todos nós que escolhemos a carreira militar como profissão”, comemorou.

    Por: Vitória Soares


    ***