Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    15/04/2021

    Fábrica de alimentos pega fogo e Bombeiros passam mais de sete horas combatendo incêndio

    Chamas atingiram uma processadora de alimentos na TO–222, próximo ao Povoado Barra da Grota, em Araguaína. Foram necessários 17 militares e cinco viaturas para controlar o fogo.

    Bombeiros combatendo incêndio no telhado de fábrica — Foto: Bombeiros/Divulgação
    Uma fábrica de alimentos pegou fogo na zona rural de Araguaína, no norte do Tocantins, nesta quarta-feira (14). O Corpo de Bombeiros foi chamado e ficou mais de sete horas trabalhando para apagar as chamas no local. Ninguém se feriu.

    O incêndio aconteceu em uma empresa localizada na TO–222, próximo ao Povoado Barra da Grota. Os bombeiros foram chamados depois que um funcionário avistou um foco de incêndio na parte interna de uma das câmaras onde é feita a secagem de gelatina.

    Os bombeiros chegaram no início da manhã, por volta das 6h20, e os trabalhos só foram concluídos durante a tarde, depois das 13h. Foram necessários 17 militares e cinco viaturas para controlar o incêndio.

    O fogo teria começado por volta das 5h30. Um brigadista da empresa ainda tentou controlar as chamas usando extintor, mas não conseguiu.

    O incêndio se concentrou em um corredor onde ficam as válvulas e fiações elétricas dos quadros de energia das câmaras, mas o calor estava sendo transmitido para o pavimento superior.
    Bombeiros passaram mais de sete horas combatendo incêndio — Foto: Bombeiros/Divulgação
    Os militares usaram vários métodos de combate até conseguirem extinguir as chamas. Em determinado momento foi necessário fazer uma abertura no telhado, retirando algumas telhas, para arejar o interior da fábrica e exaurir a fumaça.

    Também foi feito o rescaldo e resfriamento do local para evitar novos focos. Os bombeiros e técnicos de segurança da empresa fizeram uma inspeção na estrutura e constataram que não havia mais riscos. Apesar disso, a empresa foi orientada a procurar um técnico para verificar a fiação elétrica antes de religar as máquinas novamente.

    Por G1 Tocantins


    ***