Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    23/04/2021

    Tocantins receberá mais 20.250 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta sexta-feira, 23

    Pessoas de 60 a 69 anos e os servidores das forças de segurança, salvamento e armadas serão beneficiados

    ©DIVULGAÇÃO
    Chegarão ao Tocantins, nesta sexta-feira, 23, mais 20.250 doses de vacinas contra a Covid-19. A previsão é que a aeronave que trará os imunizantes pouse no aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues, às 16h40. A nova remessa, que faz parte da 14ª da pauta de distribuição do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, do Ministério da Saúde (MS), é composta por 4.000 doses da vacina CoronaVac e 16.250 doses da vacina AstraZeneca.

    Serão beneficiadas com as novas doses pessoas de 60 a 69 anos e os servidores das forças de segurança, salvamento e armadas. As 4.000 CoronaVac serão destinadas à primeira dose da população de 60 e 64 anos. Já as 16.250 AstraZeneca, serão aplicadas em primeira dose para os trabalhadores das forças de segurança, salvamento e armadas, e, ainda, em segunda dose para pessoas de 65 a 69 anos e para os trabalhadores das forças de segurança, salvamento e armadas.

    “Ressaltamos que o público alvo escolhido para receber as doses não é definido pelo Governo do Tocantins e sim, pelo Ministério da Saúde, através do Plano Nacional de Imunização. Estamos seguindo à risca todas as orientações, buscando imunizar, o quanto antes, toda a população tocantinense”, explicou Dr. Edgar Tollin, secretário estadual de Saúde.

    Conforme a gerente de Imunização da SES, Diandra Sena, “todas as doses serão conferidas pela equipe técnica e, em seguida, distribuídas aos municípios tocantinenses”. A data de distribuição, logo que definida, será amplamente divulgada.

    Informações

    Todas as informações relacionadas à Covid-19, no Tocantins, como vacinação, casos, e leitos estão disponíveis no portal do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde (Integra Saúde), através do link http://integra.saude.to.gov.br/covid19.

    Por: Mariana Ferreira

    ***