Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    14/05/2021

    COLINAS DO TOCANTINS| Secretária de Saúde, Maria Selineide destaca prioridades no combate a pandemia

    ©DIVULGAÇÃO
    A convite de vereadores da Câmara Municipal de Colinas (TO), a secretária de Saúde, Maria Selineide e o Subsecretário, Rafael participaram de uma reunião, na tarde desta quinta-feira, 13, para esclarecimentos sobre o plano da pasta de combate a Covid-19. Foram apresentadas também outras ações, que a Secretaria está desenvolvendo.

    A Secretária começou falando que estas discussões são de suma importância, e que só com diálogo, que o executivo e legislativo podem caminhar buscando o bem comum da população. “ A Prefeitura de Colinas (TO), nunca mediu esforços para levar aos colinenses atendimentos de qualidade. Todos os que estão trabalhando na linha de frente tem realizado treinamentos, para atender cada vez melhor os munícipes, e os protocolos são seguidos, com recomendação do Ministério da Saúde (MS) ”.

    Questionada sobre o aumento de mortes no município nos últimos meses, a secretária explicou que é diante da onda da pandemia, que é mais forte. “Todo mundo está passando por este período tenso. Existem variantes mais fortes e todos nós devemos cuidar ainda mais, e além disso, procurar as unidades nos primeiros sintomas. A demora em procurar diagnóstico agrava os casos”.

    A secretária explicou que o Dr. Kasarin tem buscado sempre acompanhar os trabalhos da Saúde e que medidas estão sendo sempre tomadas. No município, são três Unidades Básicas de Saúde (UBS), exclusivas para atendimento da covid-19, sendo que uma delas, a Jarmilão fica de plantão durante o fim de semana. O teste usado é o RT-PCR, mais recomendado pelo MS, mas o município também disponibiliza de testes rápidos.

    No Hospital Municipal que antes tinha apenas 10 leitos de atendimento a pacientes com a covid-19, agora são 25 leitos clínicos. A vacinação está sendo realizada conforme calendário do MS, e distribuição do Governo do Estado, sendo que, é um dos municípios, mais adiantados na vacinação, já vacinando pessoas com comorbidades.

    ASSECOM

    ***