Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    26/05/2021

    O presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto), deputado Antônio Andrade (PTB), autorizou nesta quarta-feira, 26, a implantação

    ©Silvio Santos
    do projeto de coleta seletiva de lixo. A execução ficará sob coordenação da Diretoria de Área de Comunicação Social (Dicom).

    A decisão foi tomada em reunião realizada com as presenças de dona Virgínia Andrade, esposa do deputado Antônio Andrade; Edvaldo Rodrigues, diretor da Dicom; Rubens Gonçalves, coordenador de Imprensa e Publicidade da Dicom; Humberto Lira, autor do projeto; e Eliane Tochtrop, ativista ambiental.

    Inicialmente, a ideia foi apresentada a dona Virgínia Andrade, que o encampou de pronto e tomou a iniciativa de levá-lo ao conhecimento do presidente da Casa, que determinou o início imediato da coleta seletiva.

    “O Estado e o País estão sofrendo com problemas ambientais em decorrência da falta de destino adequado para o recolhimento das milhares de toneladas de lixo descartadas todos os dias. Com a iniciativa, a Assembleia dá o exemplo e contribui com a geração de emprego e renda para muitas famílias na capital e em todo o Estado do Tocantins”, afirmou dona Virgínia.

    Após a apresentação do projeto por Humberto Lira e Rubens Gonçalves, o presidente Antônio Andrade autorizou a implantação imediata do projeto, e anunciou que brevemente será encaminhado projeto de lei do Executivo transferindo ao Poder Legislativo a área onde funcionou a Assembleia Legislativa quando da implantação da capital do Estado.

    “É uma reivindicação que venho fazendo há muito tempo, e agora o governador determinou a elaboração e o encaminhamento do projeto de lei à Casa. Naquela área, vamos recuperar o prédio da antiga Assembleia e implantar o Museu do Legislativo, a Rádio e a TV Assembleia e uma central de coleta seletiva de lixo”, informou o presidente Antônio Andrade.

    Por: Luiz Pires

    ***