Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    26/05/2021

    Parceria entre TCE e IFTO tem rendido bons resultados para as instituições

    Presidente da Corte e servidores visitaram nesta terça-feira os laboratórios do campus Palmas

    ©DIVULGAÇÃO
    A parceria entre o Tribunal de Contas do Tocantins (TCE/TO) e o Instituto Federal do Tocantins (IFTO) tem gerado bons resultados, tanto para o controle externo com as precisões nos ensaios laboratoriais necessários nas fiscalizações e acompanhamento de obras rodoviárias e de pavimentação asfáltica nos municípios, como para os universitários do curso de engenharia do campus de Palmas.

    Na manhã desta terça-feira, 25, o presidente da Corte, conselheiro Napoleão de Souza Luz Sobrinho, acompanhado do diretor-geral de Controle Externo, Wemerson Rodrigues e do coordenador da Coordenadoria de Análise de Atos, Contratos e Fiscalização de Obras e Serviços de Engenharia (Caeng) do TCE/TO, o auditor de Controle Externo Thiago Dias, realizou uma visita aos laboratórios onde são feitos os testes para auxiliar os técnicos do Tribunal a emitirem pareceres mais precisos sobre obras fiscalizadas.

    “Essa parceria entre TCE e IFTO é muito importante não só para o Controle Externo que ganha na qualidade e agilidade dos trabalhos, mas é também uma oportunidade para os universitários aprenderem na prática técnicas na área de engenharia”, destacou o presidente. O acordo entre o Tribunal e o Instituto prevê a cooperação técnico-científica entre as instituições para uso dos equipamentos de laboratórios especializados em geotécnica, materiais e estruturas do IFTO – Campus Palmas, nos processos de fiscalização de obras públicas no Tocantins. A Corte contribuiu também com equipamentos específicos para os laboratórios e técnicos especialistas na área.

    Na ocasião, o diretor do campus do IFTO Palmas, Wendel Eduardo Moura Costa, o diretor de pesquisa Alysson Soares da Rocha e o professor Adriano Guimarães, recepcionaram o conselheiro e a equipe do TCE. “A estrutura dos laboratórios nos dá as condições de verificar a qualidade dos serviços prestados e dos materiais utilizados”, ponderou o conselheiro. Na prática

    O coordenador da Caeng, o engenheiro Thiago Dias, destacou o trabalho da equipe com relação a tempestividade. “Conseguimos acompanhar as obras durante sua execução e isso faz com que possíveis erros sejam reparados a tempo e assim, maiores prejuízos são evitados”, afirmou.

    Com os laboratórios de análise de solo, de ligamento (mistura asfáltica) e estrutura, é possível analisar obras rodoviárias para verificar a qualidade do pavimento, a quantidade que foi usado, se o material utilizado foi medido e pago, se a espessura está correta, de tal forma para garantir uma vida útil maior para essas obras, inclusive com relação às operações tapa-buracos, para apurar se são feitas de acordo com a técnica correta e se o material utilizado é de qualidade.

    O engenheiro Flávio Vieira, que cuida dos laboratórios com o apoio do auditor de Controle Externo do TCE Robson Peixoto de Oliveira e do estagiário Breno Aires Monteiro (8° período de engenharia IFTO), apresentou como funcionam os locais ao presidente da Corte.

    Também participaram da visita os auditores de Controle Externo José Ribamar Maia Júnior, Antônio Emanuel Ribeiro Mendes e Jadir Antônio Da Silva, além dos servidores Rômulo Aguiar Sousa e Daniel Prudente Junqueira.



    ASSECOM

    ***