Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    27/07/2021

    Hospital Geral de Palmas contará com a maior Central de esterilização do Estado

    A central da Unidade hospitalar aumentou quatro vezes mais a capacidade.

    ©DIVULGAÇÃO
    O Hospital Geral de Palmas (HGP) contará agora com a maior e mais moderna Central de Material e Esterilização (CME) do Tocantins. Isso porque o Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Saúde realizou um contrato com a empresa BioPlus, que prevê a gestão completa do Hospital Geral de Palmas (HGP) e do Hospital e Maternidade Dona Regina (HMDR) incluindo a nova ala pediátrica. Toda a estrutura funcionará dentro nas dependências do HGP onde passou por adequações para comportar a nova central. Nesta quarta –feira, 28 , às 9h, acontecerá uma breve inauguração e visita interna no novo espaço.

    “O contrato prevê Gestão do setor, a renovação de todo arsenal de instrumentais que a unidades hospitalar necessita. O fornecimento de insumos, diversos equipamentos inclusive para cirurgia urológica, geral por vídeoloscopia, neurocirugia, bucomaxilo e cirurgia ortopédica. Além disso, o fornecimento de equipamentos para o processo de esterilização como: autoclaves, lavadora termodesinfectadora e ultrassônicas. São equipamentos novos, adquiridos recentemente. Agora a Unidade hospitalar aumentou quatro vezes mais a sua capacidade, de lavagem e esterilização, de 810 litros para 3.600 litros”, informou o Secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini.

    Para receber toda estrutura foi realizada reforma e readequação do CME do HGP, conforme as normas técnicas vigentes Conselho Regional de Enfermagem (Coren), Agência Nacional de Vigilância Sanitária e Ministério da Saúde (MS).

    O diretor administrativo do HGP, João Carlos Dias Medeiros ressalta ainda as vantagens quando se gerencia o processo de esterilização “Previne infecções hospitalares, garante que a assistência seja realizada com a maior segurança possível ao usuário que necessita do serviço de saúde, automaticamente diminui o tempo de internação do paciente e reduz custos para gestão”, afirmou.

    Com a nova central funcionando, de acordo com a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do HGP, houve uma redução significativa, de infecção hospitalar, de 44% de janeiro a junho, comparado ao mesmo período do ano passado.

    "A CME terá, a partir de agora, um sistema de rastreabilidade informatizada que registra num banco de dados todas as etapas do processo, desde o recebimento do material até a entrega aos setores do Hospital. Também foram implementados os procedimentos operacionais padrão, assim, padronizamos o atendimento, treinamos as equipes na mesma rotina e garantimos que os processos sejam executados da mesma forma. Além disso, os equipamentos passam por manutenções preventivas e corretivas, preconizadas pelos fabricantes, para que a CME tenha todas aprovações dos órgãos de controle". João Hugo Abdalla Santos , Médico-Infectologista da Bioplus.

    Sobre a unidade

    O HGP é um hospital de média e alta complexidade, considerado unidade de “porta aberta”, referência para os 139 municípios do Estado. Atualmente oferece 39 especialidades, somente no pronto-socorro do hospital, são atendidas em média 2.500 pessoas por mês.


    Por: Luciana Barros


    ***