Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    07/07/2021

    Roberto Dias é preso durante sessão da CPI da covid-19

    O presidente da CPI apontou contradições no depoimento do ex-diretor de logística do Ministério da Saúde para a comissão

    © Marcos Oliveira / Agencia Senado
    Na tarde desta quarta-feira (7), o deputado Omar Aziz, presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), deu voz de prisão ao ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias.

    De acordo com Aziz, o ex-diretor, que trabalhava no Ministério da Saúde, teria mentido diversas vezes durante seu depoimento.

    A comissão divulgou áudios onde Luiz Paulo Dominghetti Pereira, que representava empresa que estava vendendo imunizantes Covaxin, da Bharat Biotech, ao Brasil, indicava versões divergentes de fatos dado pelo depoente, que estaria supostamente envolvido em um esquema de corrupção.

    Roberto Ferreira Dias teria pedido propina de 1 dólar por dose de vacina, de acordo com Dominghetti. Durante toda a sessão, os senadores apontaram diversas divergências nas declarações de Dias, comparando com os relatos feitos por outros depoentes e provas obtidas pela CPI.

    A sessão foi tomada por uma enorme confusão e protestos de aliados do governo Jair Bolsonaro (sem partido). Omar Aziz encerrou a sessão solicitando para a polícia do senado levar o depoente.

    Roberto Ferreira Dias foi preso por falso testemunho.

    NAOM

    ***